Seguidores

Tão cedo passa tudo quanto passa! - Ricardo Reis (Fernando Pessoa)

Tão cedo passa tudo quanto passa!
Morre tão jovem ante os deuses quanto
Morre! Tudo é tão pouco!
Nada se sabe, tudo se imagina.
Circunda-te de rosas, ama, bebe
E cala. O mais é nada.

2 comentários:

  1. Nossa, que lindo! É sempre um prazer vir aqui ler poemas tão bem escolhidos.
    Abçs,

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Elizabeth!

    E é sempre um prazer recebê-la!

    Bj :)

    ResponderExcluir