Seguidores

Verso Vão - Fiama Hassa P. Brandão

Onda de sol, verso de ouro,
perífrase vã. Extasiar-me,
antes, por esta fusão,
mistura de brilhos. Ou, ainda
mais íntima, a consciência
extensa como o céu, o corpo de tudo,
semelhança absoluta. Respirar
na quebra da onda. Na água,
uma braçada lenta
até ao limite de mim.

2 comentários:

  1. fiama (pernambuco/recife)janeiro 28, 2011

    quero ser um dia uma grande poeta como você, pois adorei os seus versos.

    ResponderExcluir
  2. Fiama Hassa P. Brandão é realmente excelente poeta!
    Espero um dia ler também os seus versos.
    Abraço:)

    ResponderExcluir