Seguidores

Tropas - Cyro de Mattos


Vinha o vento dizer
daquele silvo,
perene de guizo
a manhã de música.
O ouro dos cascos
em chão de cascalho
aqui desta curva.
Como flor na poeira
com o amante festivo
das ancas do tempo
por que não retornam?


Nenhum comentário:

Postar um comentário