Seguidores

Balanço - Carlos Drummond de Andrade

A pobreza do eu
a opulência do mundo

A opulência do eu
a pobreza do mundo

A pobreza de tudo
a opulência de tudo

A incerteza de tudo
na certeza de nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário