Seguidores

Embalo da Canção - Cecília Meireles

Que a voz adormeça
que cante a canção!
Nem o céu floresça
nem floresça o chão.

(Só - minha cabeça,
só - meu coração.
Solidão)

Que não alvoreça
nova ocasião!
Que o tempo se esqueça
de recordação!

(Nem minha cabeça,
nem meu coração.
Solidão!)

2 comentários:

  1. Lindo seu Blog, reflete o que está escrito. beleza, imaginação, sentimento. Com certeza nos inspirará sempre com tantos Textos do que melhor exite na literatura brasileira. Sõnia

    ResponderExcluir
  2. Tão bom ouvir suas palavras, Sônia...
    Obrigada e seja bem-vinda!
    Abraço:)

    ResponderExcluir