Seguidores

Os poemas - Mário Quintana

 

Poemas nas pontas dos pés,
que nem os sente o papel...
Poemas de assombração
sumindo
pelos desvãos da alma...
Poemas que dançam,
rindo
que nem crianças...
Poemas de pé de pilão,
um baque
no coração.
E aqueles que desmoronam
- lentamente -
sobre um caixão!

2 comentários: