Seguidores

para dentro - Vera Lúcia de Oliveira

como águas que jorram
para dentro

dei para pisar
o rangido dos ventos

dei para virar
em volta dos passos

dei para lavrar a veia
em que piso

dei para revolver
os ossos

2 comentários:

  1. Lindo o que você evidencia. Me tire uma dúvida: estes escritos são trechos de autores ou re-leituras feitas por você?
    Meus parabéns pelo blog! O mais lindo e inspirador que conheci!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Edward! Agradeço e espero que venha sempre por aqui. Os poemas estão aí para vocês. Não é uma releitura, estão completos, na íntegra.
    Abraço :)

    ResponderExcluir