Seguidores

Pássaro morto - Maria Rosa Colaço

De bico aberto
todo molhadinho
de penas luzidas
cabecinha arrepiada
pobre passarinho que morreste afogado.
Já não pias
Já não cantas
Já não vês os teus olhos
no espelho das águas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário