Seguidores

Se eu dissesse - Affonso Romano de Sant’Anna


Se eu dissesse que o crepúsculo está coalhado de sangue

diriam que isto é uma banalidade
que só um mau poeta ousa escrever.

E, no entanto, o crepúsculo está coalhado de sangue.

Não só o crepúsculo, também a alvorada.
E quanto a isto não há muito que se possa fazer.

Um comentário:

  1. O arrebol e a aurora, afogaram-se nas profundezas da poesia. escandalosamete lindo!

    ResponderExcluir