Seguidores

Canção quase triste - Cecília Meireles

Brilhou a rosa
no espinhoso galho.
Quem a viu? Ninguém.

Nuvens muito altas
lágrimas de orvalho
deram-lhe: – de além.

Seca os teus olhos,
no amargo trabalho,
que a noite já vem.

Vê-te a ti mesmo,
sê teu agasalho,
pobre Pero Sem.

4 comentários:

  1. Foi um prazer descobrir o seu espaço, que pasarei a seguir com gosto.

    Bj

    ResponderExcluir
  2. Obrigada.
    Será um prazer receber suas visitas.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Amei essa poesia escolheu muito bem prof Nádia sou Stephanie do 7ano da Escola Um bjs... E eu coloquei no meu trabalho essa poesia .

    ResponderExcluir
  4. Seja bem-vinda Stephanie.
    Excelente escolha!
    Beijos :)

    ResponderExcluir