Seguidores

Canção de Outono - Mário Quintana

O outono toca realejo
No pátio da minha vida.
Velha canção, sempre a mesma,
Sob a vidraça descida...

Tristeza? Encanto? Desejo?
Como é possível sabê-lo?
Um gozo incerto e dorido
de carícia a contrapelo...

Partir, ó alma que dizes?
Colher as horas, em suma...
Mas os caminhos do Outono
Vão dar em parte alguma!

Um comentário:

  1. Caminhos de Outono, em tonalidades castanho-ouro, lindos à vista, tristes ao coração.

    Tem um bom fim de semana Nádia.
    bj
    OA.S

    ResponderExcluir