Seguidores

Helena Kolody


Os que são raízes
amam as profundezas.
Crescem em segredo
em busca de fontes.

Os que são asas inquietas
anseiam amplidões.
Desenham signos de voo
no azul do sonho infinito.


Um comentário:

  1. Este pensador, viajeiro entre Sois
    Esta Ave pousada em mil embarcações
    Esbarco que passa sem vela ou remo
    Esta arca repleta de vibrantes emoções

    Esta mestiça flor de açafrão
    Este ramo de espinhos cravados na mão
    Esta alma que não ousa largar opinião
    Este homem vestido de solidão

    Bom fim de semana

    Doce beijo

    ResponderExcluir