Seguidores

À procura - Miguel Reale

Tanto cuidei das coisas deste mundo
buscando para os outros um caminho
que me sinto perplexo e sem rumo
à espera de uma curva e de um ninho.

Em que pedra encostar minha cabeça
na ilusão do travesseiro fofo?
Feliz seria nunca mais ter pressa
fitando o perto e o longe do horizonte!

Talvez o velejar das tentativas,
buscando em vão um porto, seja o sino
que esperava escutar em meu destino.

mas que me vale a rosa azul dos ventos
nessa aventura pelo mundo afora
se minha sina só a percebo agora?
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário