Seguidores

Azul dos Pássaros - Vieira Calado

Sonhamos voar azul dos pássaros –
uma grinalda branca para enfeitar um rosto de mulher,
um cavalo de sangue lusitano no coração dum réptil.

De tempos a tempos desenterramos um diamante
dentro duma ostra
(que nunca nos pertence),
mas resistimos

porque as águas caiem escorrendo sobre a fronte
porque a cidade se estende no interior
das árvores
porque as árvores se justificam na solidão dos ares.



Um comentário:

  1. "Por que as águas caiem escorrendo sobre a fronte"
    Poesia para acalenta o que não se explica mas se sente.

    ResponderExcluir