Seguidores

Culpa do Vento - Glória de Sant'Anna

o vento é brisa
e corre leve
pelo rendado
das casuarinas

corre de manso
pelo verde liso
-asa de cântico
de um outro mar

e pela folhagem
e entre as aves
mergulham peixes
de oiro e cristal

(culpa do vento
a segredar
vozes de espuma
e sons do mar)



2 comentários:

  1. Belo poema. Culpa das palavras que, trazidas pelo vento, pousam no poema.
    Abçs,

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso! Os ventos que sopram em direção a terra, trazem os sons do burburinho, que ocorrem no além mar!

    ResponderExcluir