Seguidores

O Guardador de Rebanhos - Fernando Pessoa, Mário Viegas I

2 comentários:

  1. NÁDIA,

    sou seu mais novo seguidor, pois também

    "Da minha aldeia vejo quando da terra se pode ver no Universo....
    Por isso a minha aldeia é grande como outra qualquer
    Porque eu sou do tamanho do que vejo
    E não do tamanho da minha altura..."

    Sabe Nádia, o tamanho do universo nunca me interessou, muito menos as verdades herméticas do big-bang, jamais dei atenção se estávamos ou não sozinhos no universo e, muito menos, fico deslumbrado com a imensidão do cosmos ou perco meu tempo contando bilhões de galáxias.

    Sabe Nádia, nada disso nunca me interessou pois, da minha aldeia interior vejo só o pedaço de tudo que contenha amor, e amor não é coisa que se procure nunca, muito longe ,amor se encontra dentro dos nossos próprios corações.

    Sabe Nádia, então você agora já sabe que sou muito grande pois, só consigo ver da vida: O amor.

    O que você não sabe Nádia ,é que eu sempre desejei ser jogador de baquete pois, tenho altura física boa para isso, no entanto preferi jogar bola de gude certo de que, olhando para o chão jamais tropeçaria nas ilusões que nos arma o destino.

    Da minha aldeia vejo da terra, muito bem onde posso pisar.

    Um abração carioca e achei seu blog, absolutamente inesquecível e por esta razão não sairei mais daqui.

    ResponderExcluir
  2. Paulo, eu lhe agradeço o elogio e principalmente pela participação.
    Fique à vontade e espero que não saia mesmo daqui.
    Seja sempre bem-vindo!

    Abração pra você também :)

    ResponderExcluir