Seguidores

Equivocou-se a pomba - Rafael Alberti

Equivocou-se a pomba.
Equivocava-se.
Por ir ao norte, foi ao sul.
Acreditou que o trigo era água.
Equivocava-se.

Acreditou que o mar era o céu:
que a noite, a manhã.
Equivocava-se.

Que as estrelas, orvalho;
que o calor; a nevasca.
Equivocava-se.

Que tua saia era tua blusa;
que teu coração, sua casa.
Equivocava-se.

(Ela dormiu na beira
tu, no topo de um ramo).



Nenhum comentário:

Postar um comentário