Seguidores

A chuva nos cabelos - Augusto Frederico Schmidt


A chuva molhava os seus cabelos,
A chuva descia sobre os seus cabelos
Voluptuosamente.
A chuva chorava sobre os seus cabelos,
Macios,
A chuva penetrava nos seus cabelos,
Profundamente,
Até as raízes!

Ela era uma árvore,
Uma árvore molhada
E coberta de flores.


3 comentários:

  1. Fechei os olhos e pude sentir a chuva... gostei muito do poema, envolveu-me neste dia que hoje aqui, em Lisboa, se faz sentir.

    Um beijo querida amiga
    cecilia

    ResponderExcluir
  2. Beijos, Cecília e
    Parabéns pelo lançamento do livro "O Eco do Silêncio".

    ResponderExcluir
  3. LINDO Poema.Chorei lágrimas de chuva.
    Bom domingo mina amiga.

    ResponderExcluir