Seguidores

Como nascem as manhãs - Flora Figueiredo



O fundo dos olhos da noite
guarda silêncios.
Esconde na retina
a menina que corre descalça em campo aberto.
Pálpebras cerradas, a noite emudece.
A menina com medo
faz um furo no escuro com a ponta do dedo.
Cai um pingo de luz.
Amanhece.


2 comentários:

  1. O encanto que tem o amanhecer, nas palavras do poeta.

    Boa semana Nadia
    beijinhos
    cecilia

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Cecília!

    Linda semana pra você.

    Beijinhos :)

    ResponderExcluir