Seguidores

Nostalgia - Li Bai

Sou um pessegueiro
florescendo no fundo de um poço.
Olho para quê, sorrio para quem?
És a Lua reluzindo no céu.
Breve foi o tempo debruçada sobre mim,
logo o afastamento, para sempre.
A espada de mais fina lâmina
não pode cortar em duas as águas de um rio.
Meu pensamento, como a água,
corre e te segue sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário