Seguidores

Tripulantes do veleiro - Adalgisa Nery

O veleiro é o mesmo,
O horizonte é outro, mais infinito,
E o oceano se repete na variação
Entre a fúria e a placidez.
O azul do céu é manto de perfeição
Cobrindo tudo que existe.

O veleiro voltará um dia
Abrindo o mesmo horizonte,
Flutuando sobre a mesma ansiedade do oceano,
Cortando o mesmo azul da perfeição,
Carregando as terríveis vigílias
Dos mesmos cansados tripulantes,
Vítimas da mesma paisagem de monótona repetição.



Nenhum comentário:

Postar um comentário