Seguidores

Explicação - Cecília Meireles



O pensamento é triste; o amor, insuficiente;
e eu quero sempre mais do que vem nos milagres.
Deixo que a terra me sustente:
guardo o resto para mais tarde.

Deus não fala comigo - e eu sei que me conhece.
A antigos ventos dei as lágrimas que tinha.
A estrela sobe, a estrela desce...
- espero a minha própria vinda.

(Navego pela memória
sem margens.
Alguém conta a minha história
e alguém mata os personagens.)

2 comentários:

  1. O poema e a foto transportam-nos para uma imagem de eternidade...sim talvez guarde o resto para mais tarde.
    Adoro Cecília Meireles
    Boa escolha Nádia!!

    ResponderExcluir
  2. Amiga querida,
    Você, como sempre, a sensibilidade à flor da alma.
    A doçura de Cecília neste blog doce. E sua amiga aqui, emocionada, feliz e agradecida.
    Obrigada por seus comentários no Ouriço. É um incentivo para aprender mais sobre esta arte que você domina: um blog MARAVILHOSO em termos de plasticidade e conteúdo.
    Bjs e bjs.

    ResponderExcluir