Seguidores

Rios da alegria - Roseana Murray

Onde correm dentro da alma
os rios da alegria?

Por quais geografias
de tempos misturados,
despenhadeiros
ou vales enluarados?

Em suas águas nadam
peixes de luz quase invisíveis,
fugidios,
rumo a um mar desconhecido.

Deságuam no olhar
esses rios,
como partituras
escritas com o sopro
das estrelas.


Um comentário:

  1. Alegrias que hoje
    parecem miragens
    e não iguais aquelas
    alegrias adolescentes
    oceano-riso
    dentro da gente.

    Lindo poema. Bjs. Nádia

    ResponderExcluir