Seguidores

Dobre - Fernando Pessoa



Peguei no meu coração
E pu-lo na minha mão
Olhei-o como quem olha
Grãos de areia ou uma folha.

Olhei-o pávido e absorto
Como quem sabe estar morto;
Com a alma só comovida
Do sonho e pouco da vida.

2 comentários:

  1. Que linda poesia... "olhei-o como quem olha grãos de areia ou uma folha." Somos todos grãos de areia na praia e folhas no ar...

    Tô seguindo! Se puderes passa no meu e segue:
    http://leilakruger.blogspot.cm

    Tô lançando um romance dia 25/11 em Porto Alegre, já está à venda. Hot site do livro: http://www.leilakruger.com.br

    SINOPSE:
    "Está bem no fundo. Não se pode alcançar... aos poucos, vai roubando o ar.” Ana Luiza vai perdendo seu fôlego: o fim de (mais) um grande amor, um pai distante, uma mãe fútil, uma amizade complexa e "pessoas que sempre vão embora". Com suas músicas de rock, seus livros e seus cigarros, Ana Luiza vê sua vida desmoronar.

    "O amor é uma ferida”, ela sentencia. Mas a “garota de olhar longínquo” tem um encontro inesperado com um alguém aparentemente muito diferente dela: os “olhos imensos”, que tudo veem... Presa em seu próprio mundo e rendida ao álcool e às drogas, Ana Luiza tenta fugir. Principalmente do temido amor, que tanto a feriu...

    Como encontrar, ou reencontrar o próprio destino?

    Até onde o amor pode ir, até quando pode esperar? O que há além das baladas de rock e dos poemas românticos? Poderá o amor salvar alguém de sua própria escuridão?

    Às vezes, é necessário perder quase tudo para reencontrar... e finalmente poder amar.

    Escrevo poemas e contos também.

    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Leila e seja bem-vinda!
    Parabéns pelo lançamento de seu livro!

    Bjo :)

    ResponderExcluir