Seguidores

Exaltação - Miguel Torga



Venha!
Venha uma pura alegria
Que não tenha
Nem a senha
Nem o dia!

Abra-se a porta da vida
Sem se perguntar quem é!
E cada qual que decida
Se quer a alma aquecida
No lume da nova fé.

Venha!
Venha um sol que ninguém tenha
No seu coração gelado!
Venha
Uma fogueira de lenha
De todo o tempo passado!

2 comentários:

  1. Oi Nádia,a escolha da imagem foi perfeita para este poema, um completa o outro na celebração da vida.Maravilhoso,o vermelho do céu no vestido,no salto ao vento sobre o mar. Tudo é possível na visão otimista do poema.E que "Venha uma pura Alegria".Bjs.

    ResponderExcluir
  2. E que venha...

    Obrigada, Lourdinha!

    Ótimo final de semana.
    Bjs

    ResponderExcluir