Seguidores

Ontem - Carlos Drummond de Andrade

Até hoje perplexo
ante o que murchou
e não eram pétalas.

De como este banco
não reteve forma,
cor ou lembrança.

Nem esta árvore
balança o galho
que balançava.

Tudo foi breve
e definitivo.
Eis está gravado

não no ar, em mim,
que por minha vez
escrevo, dissipo.

3 comentários:

  1. Sempre bom ler Drummond.
    Sempre bom vir aqui.
    Abraços.

    PAZ e LUZ

    ResponderExcluir
  2. E sempre bem-vinda, Helen!

    Paz e Luz pra nós.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. A brevidade da vida que escreve em nós nostalgia.


    beijinhos
    cvb

    ResponderExcluir