Seguidores

Os Jacintos - Dora Ferreira da Silva


 Os jacintos se entreolham
calados. Só o perfume
os une, alheados.
Sem dar nem receber
a mão vazia à outra se uniria.

Por que são os jacintos
o que seríamos?
Prediletos do ser.
Nem mesmo cuidaríamos
do passo que nos leva
sob a Ursa Maior
sob a Ursa Menor.

De olhos fechados despertaríamos
da confusa tristeza de
sermos dois e isolados
flutuando na alma do mundo
como peixes assustados.

Complexa é a vida
ao descer cada vez mais
até à charogne desintegrada
de uma superpopulação
de miasmas.

Quero uma só alma
é o bastante
para quem vive um breve instante.
Quando a plenitude do uno?
Simples inefável resumo.

Um comentário:

  1. Fúnebre poema.
    Estive pesquisando, sobre JACINTO na mitologia Grega. Triste !
    Pobre e linda flor.
    bjs. NÁDIA.

    ResponderExcluir