Seguidores

Reflexivo - Affonso Romano de Sant’Anna


O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeu-se.


3 comentários:

  1. Nádia, querida, que belo poema escolheste! Ele transborda significados em mim.
    Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Elizabeth!
    Que bom que você gostou.
    Abraços com muito carinho e gratidão!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo!!.
    Porém em mim o que não foi vivido ainda clama.
    bjs.

    ResponderExcluir