Seguidores

Esplendores - Adélia Prado



Toda a compreensão é poesia,
clarão inaugural que névoa densa
faz parecer velados diamantes.
Em pequenos bocados,
como quem dá comida a criancinhas,
a beleza retém seu vórtice.
São águas de compaixão
e eu sobrevivo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário